Sinopse

Duas meninas encontram um livro mágico e cada uma se vê envolvida numa história que parece ser contada sozinha.

Kai chega ao Texas para visitar sua tia-avó Lavinia – uma senhora extravagante, durona e fã de hip-hop. Do outro lado do mundo, no Paquistão, Leila deseja ser tratada como uma princesa pela família de seu pai e viver fortes emoções.
Elas só não fazem ideia de que seus mundos completamente diferentes estão prestes a se chocar graças a um enigmático livro em branco.
Quando Kai escreve no livro, suas palavras magicamente aparecem no exemplar de Leila. As meninas então percebem que O cadáver excêntrico reage a cada frase acrescentada – não importa se foi inspirada pelo ataque de um chihuahua ou por um mal-entendido com uma cabra – com um trecho da história de amor vivida por Ralph Flabbergast e Edwina Pickle mais de cinquenta anos antes.
Uma história incomum sobre livros e magia entrelaça essas três perspectivas – de Kai, Leila e Ralph – de uma forma divertidae emocionante. É uma narrativa mágica sobre o destino e os laços invisíveis que nos ligam uns aos outros.

Resenha

A cada segundo de leitura você se aprofunda mais, parece que ja nasce conhecendo os personagens. Eles fluem naturalmente e a escritora conversa com você. Acha loucura? Eu acho magia!

"É, você ouviu bem: Paquistão.
Eu sei, eu sei, você deve estar pensando: Como assim? Estávamos nos Estados Unidos ainda agora! Esta narradora perdeu a cabeça? Porque está começando uma história diferente?
Bom, isso é problema meu. Talvez você acabe descobrindo.
Ou talvez não.
Tudo depende de você, certo?" PG 18

Entendem como é maravilhoso? A leitura fluiu diante dos meus olhos e de repente eu me peguei na pagina 81 me perguntando o que era na verdade O cadáver excêntrico? Vou explicar.

Kai não é tão doce assim, aprendeu a sobreviver na escola do seu jeitinho (tarefa dificil, admito) e foi visitar sua tia-avó que gosta de musicas altas e mora proxima a um cemitério. Ela acha então, O cadáver excêntrico, livro antigo mas vazio e escreve sua primeira frase (na minha opinião, a melhor de todas).
Leila tem família no Paquistão mas sabe mal falar a língua de la. Apesar disso sempre amou historias de princesas e claro, encontrou um pretendente a príncipe! Ela na biblioteca descobre O cadáver excêntrico, somente escrito uma parte miniscula da primeira pagina. O livro parecia a impelir a escrever mais! (Não escrevam nos livros, aliás).
Mas todas as vezes que as duas abriam o livro depois de uma delas escrever, aparecia um trecho da historia de Ralph. E não adianta tentar se livrar dele (do livro e do Ralph, no caso), ele sempre voltava faça chuva ou faça... fogo.
As meninas embarcam nessas aventuras, Leila com seus primos e tios meio doidos mas divertidos, Kai com sua nova amiga Doodle e suas mariposas e Ralph com sua magia e a linda Edwina.
Eu embarquei também. E foi maravilhoso. Não me arrependi de julgar um livro pela capa, porque nao tinha ouvido falar nada sobre esse e sua capa que me chamou toda a atenção.
Não se arrependam de suas escolhas também foi uma lição dada no livro. Porque como diz o bom Dumbledore, a magia vem de dentro!

Beijinhos, amores!
Resenhista do dia: Janini
Resenha em video saindo ainda hoje, aguardem!


Deixe um comentário