Autora: Silvana Coelho
Editora: Independente 

N° de páginas: 136

Ano: 2017
Nota:


Sinopse: A maioria das mulheres deseja encontrar alguém especial e construir um relacionamento pleno e gratificante.
Mas e se esse encontro significar abrir mão de si mesma, sua identidade, sua autoestima e seus sonhos?
Este livro traça perfis de homens que se apresentam como companheiros ideais. O tempo, porém, traz à tona uma realidade bem diferente…
Aprenda a identificar esses perfis para não cair em armadilhas em nome do amor.
Afinal, ficar sozinha ou mal acompanhada é uma escolha sua!
Você decide!

  

Resenha: Bom, quero começar dizendo que todos nós  (mulheres e homens) deveríamos ter consciência de nossos relacionamentos. Se estes são abusivos, se são superficiais, ou corrosivos para todos ao redor. Conhecer antes de namorar é essencial! Muitos casos de amor ja foram destruídos por uma relação prematura. 
 Silvana Coelho nos traz um "guia" de relacionamentos. O livro foi escrito voltado para o público feminino, em geral, mas os homens também podem ler e ter uma boa ideia de o que não fazer em um relacionamento. 
 Nesse pequeno "guia", aprendemos grandes detalhes através de histórias vividas ou confidenciadas à autora. Histórias sobre relações fajutas onde há a falta de conhecimento de um sobre o outro, ou de si próprio. A grande questão do livro: O amor próprio, ou melhor, a falta dele.
 A autora nos apresenta homens mentirosos, que não dominam a própria vida, oportunistas e pegajosos. Não que ela queira prejudicar a imagem masculina, creio que suas intenções foram as melhores dando exemplos claros do que acontece todos os dias com o público feminino. 

"Não acredito que alguém  possa morrer de amor, mas talvez pela ausência do mesmo"

 A escritora incentiva pensar antes de agir, conhecer antes de dar um passo maior que a perna, e acima de tudo, se amar antes de amar alguém. Acredito que essa foi uma das maiores mensagens que retirei da leitura. Não é possível estar feliz se estiver pela metade. E não é como se alguém fosse completar essa metade que falta. Seja completo por si só, e depois procure alguém que te transborde.


"... muitas vezes permanecemos em relacionamentos insatisfatórios porque morremos de medo de não ter um coração preenchido.  É quando a necessidade de sentir, pensar, desejar, estar com alguém é maior que a necessidade de ser feliz, ainda que seja só."

 Ser feliz sozinha ou com alguém é escolha sua. Mas escolhas sempre tem consequências, então analise antes de faze-las. Afinal, sozinha ou mal acompanhada... você decide!

↜ Obrigada pela visita! ↝


Deixe um comentário